Castração em cães – Tudo que o tutor precisa saber

0
238

A castração em cães sempre foi uma questão que divide muito as opiniões. Enquanto alguns a defendem, outros a criticam.

A verdade é que nem todo mundo sabe bem ao certo quais são as consequências de uma castração. Afinal, são inúmeras as perguntas. Quais são as vantagens? Existe diferença entre macho e fêmea? Quais são as consequências?

É justamente com o intuito de esclarecer sobre o tema que preparamos este artigo para falar um pouco mais profundamente sobre a castração em cães. Afinal, é natural que nossos amiguinhos mudem após a castração.

A mudança não é somente física, mas comportamental também. Pois, o processo cirúrgico envolve partes do corpo relacionadas à produção de hormônios, e por isso as mudanças são diferentes em macho e fêmeas.

As mudanças na castração de fêmeas

Normalmente as mudanças na castração de fêmeas envolvem a questão da saúde do animal. Sendo assim, podemos dizer que aquele incômodo sentido no período do cio acaba, e o sangramento passa a ocorrer de seis em seis meses.

Tumores no útero e doença no ovário também deixam de existir na fêmea após a castração. Além disso, diminui bastante as chances delas desenvolverem tumor nas mamas, principalmente se a castração for feita antes do primeiro cio.

Um outro aspecto positivo é que após a castração também acabam as chances do animalzinho desenvolver gravidez psicológica. Isso geralmente ocorre quando a fêmea passa pelo cio mas não fica grávida.

Além do mais, o risco de piometra também é reduzido. Esse é um tipo de infecção grave que ocorre no útero da cadelinha. Resumidamente, apesar das controvérsias, há benefícios na castração da fêmea como pudemos ver.

As mudanças na castração de machos

Nos machos, as mudanças comportamentais são mais aparentes após a castração. Pois, com a remoção dos testículos, há menos produção de testosterona. Além do mais ele também diminui a demarcação do território com xixi.

Também diminuem outros hábitos bastante comuns nos machos como agressividade com outros cães e o hábito comum de pegar na perna das pessoas. Fora isso, há também uma diminuição nas chances do cãozinho despertar um tumor de próstata.

O momento mais indicado para se realizar a castração nos machos é do quinto ao sétimo mês de vida deles. Afinal é nesse momento que os órgãos reprodutivos terminam de se formar.

É importante também enaltecer que é preciso procurar uma clínica veterinária que realize a cirurgia com o máximo de segurança possível. Todo cuidado é necessário para garantir um procedimento tranquilo, indolor e benéfico para o bichano.

Como é feita a cirurgia de castração em cães

Assim como as mudanças físicas e comportamentais variam entre machos e fêmeas, também há uma variação no que diz respeito ao procedimento cirúrgico entre ambos.

No caso das fêmeas a cirurgia mais indicada e também a mais comum que previne uma gama maior de problemas de saúde é a ovariohisterectomia. Nela é removido o útero bem como os ovários da fêmea.

Existem, contudo, alguns mutirões de castração, onde o veterinário apenas faz a remoção dos ovários. São casos mais raros, e essa cirurgia é conhecida como ovariectomia. Em ambas as situações a gravidez é interrompida.

No caso dos machos, a castração mais conhecida é a orquiectomia. Ela também é a mais indicada, pois minimiza os comportamentos que citamos no início deste artigo. Nesse caso, são removidos os dois testículos do cão.

Caso o dono não se sinta muito à vontade com esse procedimento, ele pode optar pela vasectomia, onde não são retirados os dois testículos, mas sim apenas removido a passagem dos espermatozóides. Nos dois casos a procriação é impedida.

Pós-operatório da castração em cães

Assim como os humanos, os animaizinhos também levam um certo tempo para se recuperar de uma cirurgia. Normalmente, o tempo de recuperação costuma variar de 7 a 12 dias.

Esse tempo é o mesmo tanto para fêmeas quanto para os machos. Nesse período, intensificar a companhia humana é muito importante para a recuperação do seu amiguinho. Também é fundamental limpar a ferida pelo menos uma vez ao dia até o retorno ao veterinário.

Alguns veterinários normalmente recomendam que o cãozinho use um macacão cirúrgico ou até mesmo um colar Elizabetano, que é aquele famoso cone ao redor da cabeça. O tempo para permanecer com ele é de aproximadamente 5 dias.

A finalidade disso é evitar que ele fique lambendo ou até mesmo coçando os locais com pontos. Um outro cuidado necessário está relacionado ao oferecer comida ou água.

É importante ir dando aos poucos para que eles não comam tudo de uma só vez, afinal isso poderá fazê-los passar mal após a cirurgia.

Os cinco primeiros dias são realmente os mais críticos no processo de recuperação. Isso acontece em virtude dos pontos, que podem causar infecções ou até mesmo serem rompidos, e por isso necessitam de cuidados redobrados.

Também é necessário tomar anti-inflamatórios, analgésicos e até mesmo antibióticos neste período. Por essa razão, é essencial atentar-se aos horários e também as quantidades que foram recomendadas pelo veterinário.

Vantagens da castração em cães

Como foi possível ver no decorrer deste artigo, apesar de ser um processo um pouco doloroso, a castração em cães traz mais vantagens do que desvantagens.

Alguns estudos recentes mostram que a expectativa de vida dos cães castrados é maior do que os que não passaram por esse procedimento. Os cães machos, por exemplo, vivem aproximadamente 14% a mais quando são castrados.

Por outro lado, um animalzinho castrado chega a ganhar mais peso quando comparado a um cão inteiro. Por isso, é crucial redobrar as atividades físicas do bichano bem como procurar manter uma dieta rigorosa para eles.

Sendo assim, é recomendado uma dieta especial, com restrição calórica, como por exemplo uma dieta de manutenção, diminuindo a quantidade diária de energia adaptada para cada animal.

Apesar das controvérsias, pudemos ver que a castração traz bastante vantagens para os cães. Mas vimos também que é importante certificar-se da credibilidade do profissional que irá realizar a castração para se evitar contratempos e garantir mais tranquilidade nesse processo tão delicado.