10 dicas de como criar um peixe Betta

0
321

Exuberante. Essa é a palavra que define o peixe Betta também conhecido como Betta Splendens ou Peixe de Briga Siamês. No entanto, apesar de belo é preciso vários cuidados para saber como cuidar de um peixe Betta.

Conhecido pelas suas cores brilhantes, esse peixe encanta adultos e crianças. Originário do sudeste asiático, ele é da família Osphronemidae, do gênero Betta. É um peixe conhecido por sua agressividade quando fica próximo de outros da sua espécie.

Por isso, é preciso seguir algumas dicas para criar um peixe Betta dentro de casa. Então, se você quer aprender a cuidar desse peixinho, dê só uma olhada nas dez dicas que separamos abaixo para você.

Dica 1 – Cuidados com a alimentação

A primeira dica para criar esse peixinho está relacionada a alimentação. Solto na natureza, ele adora se alimentar de comida viva como a larva de camarão, larva de mosquito e a pulga dágua por exemplo.

Então, mesmo que você dê para ele uma boa ração como a Tetra e Sera, é importante também dar alimentos vivos ao menos uma vez na semana. Existem as artêmias salinas que são encontradas em algumas lojas de aquarismo, ou até mesmo larva de mosquito.

Dica 2 – Alimente pouco o seu peixinho Betta

Os filhotes precisam ser alimentados ao menos duas vezes ao dia, enquanto que os Bettas adultos podem se alimentar uma única vez.

Caso queira alimentar os adultos duas vezes ao dia, é importante cortar a quantidade de alimentação pela metade. Entenda que o Betta é um peixe forte, e normalmente consegue passar dias sem comer. Evite então deixar o seu Betta obeso.

Dica 3 sobre como cuidar de um peixe Betta – Quantidades pequenas de alimento

Para mensurar a quantidade de ração dada diariamente ao peixe Betta basta observar se ele consegue comer tudo em aproximadamente dois minutos.

É fundamental entender que comidas em excesso criam bactérias na água, e isso pode inclusive deixar o seu peixinho doente. Então evite sobras que ficam no fundo do aquário, limpando-o após a refeição.

Se começar a notar que sempre está sobrando ração, comece a cortá-la, até chegar no ponto em que o Betta a coma em aproximadamente dois minutos.

Dica 4 – Escolha o aquário ideal

Uma outra dica importante é a escolha do aquário. Sabemos que um peixe Betta pode ser criado em aquários pequenos, mas isso não quer dizer que os mesmos sejam minúsculos.

Os Bettas precisam ter espaço para poder abrir as caudas sem que encostem no vidro. Além do mais, é necessário que o aquário tenha um termostato, mas nem sempre de filtro de oxigênio.

Para entender o tamanho que o aquário deve ter, tire por base que a quantidade de água não pode ser inferior a 3 litros. O ideal é que o aquário tenha capacidade acima de 5 litros para criar o peixe.

Além disso, é fundamental que tenha tampa para facilitar a limpeza, reduzir a evaporação da água e proteger da poeira. Evite deixá-lo destampado, pois por serem peixes saltadores, os Bettas podem pular para fora do aquário.

Dica 5 sobre como cuidar de um peixe Betta – Limpando corretamente o aquário

O aquário onde ficará o peixe Betta precisa ser higienizado a cada 10 ou 15 dias. Esse fator também é relativo ao seu tamanho. Sendo assim, quanto maior ele for, mais tempo irá demorar para limpar.

Ao limpar, opte por trocar somente a metade da água, evitando assim choques de temperatura e mudanças de PH. Para isso, separe a metade da água que já estava no aquário e coloque-a em um recipiente.

Dica 6 – Higienizando o aquário

Após seguir a dica 5, tire o Betta do aquário com um pote não muito pequeno, e coloque-o no recipiente onde você armazenou a metade da água que estava no aquário.

Feito isso, limpe a beteira, lave os vidros e também todos os enfeites que estiverem dentro do aquário. Caso tenha algumas pedrinhas de enfeite, também é preciso limpá-las, ou trocá-las depois de certo tempo.

Após o aquário estar bem limpo, despeje a metade da água que está no recipiente junto com o peixe Betta e complete com água limpa.

Dica 7 sobre como cuidar de um peixe Betta – Convivendo com outros peixes

Por ser um peixe considerado agressivo, é preciso encontrar uma espécie com a qual o peixe Betta consiga conviver em harmonia, e isso não é uma tarefa fácil.

Só para ter uma ideia, esses peixinhos tem dificuldade de conviver até com as fêmeas da mesma espécie. Dessa forma, para reproduzir, eles são mantidos juntos por um tempo, e logo em seguida a fêmea já deve ser retirada do aquário.

Nesse sentido, nunca coloque dois peixes Bettas machos juntos em um aquário, pois certamente eles irão brigar. Caso queira achar um companheiro é importante consultar um especialista, peixes de águas tropicais similares acabam convivendo com o Betta, desde que não sejam coloridos.

Dica 8 – Entendendo algumas curiosidades do peixe Betta

Embora o tipo mais vendido no Brasil seja o Splendens, existem mais de 65 espécies de peixes Bettas, encontrados em mais de 25 cores e padrões.

Sua origem é asiática, podendo ser encontrado na Tailândia, Indonésia, Vietnã, Malásia e algumas partes da China. Por volta de 1800 eles eram criados para brigar na China, e até hoje ainda é possível encontrar essa prática na Tailândia.

Dica 9 – Reprodução e Acasalamento do Peixe Betta

Esses peixes podem ser reproduzidos em cativeiros. A desova não é difícil, e a parte mais complicada do processo é cuidar do crescimento dos alevinos nos primeiros dias.

É comum que nas primeiras tentativas de acasalamento, tenha uma significativa morte dos filhotes devido à poluição da água, superalimentação e outros fatores. Mas não desista, pois os Bettas podem acasalar diversas vezes ao longo de suas vidas.

Dica 10 – Cuidando do Betta de maneira simples

Não é difícil cuidar de um peixe Betta. Normalmente eles gostam do calor e por isso se adaptam bem à temperatura do Brasil. É ideal, dessa maneira, que a temperatura da água fique sempre em torno de 24 graus.

Conforme vimos neste artigo não é difícil saber como cuidar de um peixe Betta. Basta apenas seguir corretamente essas dicas para dar uma condição agradável aos peixinhos.